Últimas
  O que abre e fecha neste final de semana na capital // Abandonadas e sucateadas, delegacias não atendem ninguém // Filho de Bolsonaro é o editor de fake news na Internet // O Papa em Teresina: "O povo ainda passa fome" // Estranho //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Ficar em casa é fácil e quem vai pagar a conta?



Já passando de mel à garapa, o confinamento forçado da população por conta da tal Covid-19, não tem mais razão de ser nos moldes do imposto pelas chamadas autoridades de plantão. A pandemia maior é de arbitrariedade e abuso de poder que a todo instante nos deparamos em todos os recantos deste país.

Para ilustrar o fato, produzimos diálogo de confinado com um dos que querem o quanto pior melhor. E pelo narrado, nota-se que alguém está tirando proveito do caos para se locupletar e amealhar um dinheiro a mais no seu bolso.

A exigência dos governadores, prefeitos e demais gestores, de cada brasileiros permaneça em casa para evitar a proliferação do coronavírus, nada mais é do que um holocausto da modernidade. Obrigar que um pobre, daqueles que não tèm onde morar fiquem em casa, mesmo que seja debaixo de pontes e marquises nas ruas, é querer forçar uma barra sem precedentes. É a pura desumanidade em ação.  

E quem vai pagar a conta daqueles que vivem do que ganham como ambulantes e autônomos desprovidos de benesses? Quem vai pagar para estes brasileiros se alimentarem sem o usufruto do seu trabalho? Ficando preso dentro de casa ou num canto isolado da cidade vai resolver om problema? Isso é palhaçada e brincadeira de mau gosto. Abraham Weintraub, endosso suas palavras.







A facilidade de ficar em casa

O DIÁLOGO

  • Alo, é o governador?

    - Sim, pode falar.
     
    - Eu sou empresário, uns homens seus disseram que é para eu fechar meu negócio e ficar em casa.

    - Sim, é para o seu bem, fique em casa.

    - Ok, mas o que faço com meus funcionários?

    - Eles também deve ficar em casa.

    - Mas não tenho como manter eles empregados sem produzirem.

    - Ok, o banco vai ajudar a pagar 20% do valor que eles recebem.

    - E como faço com meu aluguel da loja e do meu apartamento?

    - O governo vai dar R$ 600 para todo mundo
    .

    - Mas isso não é o suficiente, e como vou pagar minhas contas e ainda me alimentar?

    - O governo federal disponibilizou uma linha de crédito para micro e pequenas empresas.

    - Eu sei, eu tentei, mas o banco rejeitou o empréstimo, outras empresas maiores pegaram antes de mim, 70% dos que solicitaram ficaram sem.

    - Veja bem, é para sua segurança.

    - Ok. Mas o que faço com os impostos? Não tenho como pagá-los.

    - Vamos suspendê-los por 3 meses, depois você pode pagá-los parcelados.

    - 3 MESES? Não vou aguentar tanto tempo fechado, mesmo que abra depois de 3 meses não vou ter dinheiro para pagar nem os fornecedores, muito menos manter meus funcionários ou meu aluguel, quanto mais os impostos.

    - Amigo, apenas fique em casa, ok, é para o seu bem.

    - Ok. Vou demitir meus funcionários, entregar a loja para o proprietário do imóvel e baixar meu CNPJ.

    - Não vai não, a Receita Federal está atendendo só sob agendamento, a Junta Comercial só por e-mail, o seu contador está sobrecarregado de tanto seguro desemprego, declaração de imposto de renda e 80% dos clientes dele não pagaram, ele também vai ficar em casa.

    - Deixa ver se entendi, não posso demitir, não posso trabalhar, não posso pegar empréstimo, querem que eu pague aluguéis e funcionários com R$ 600 de ajuda e daqui a 3 meses pague impostos parcelados, não me deixam fechar minha empresa e ainda querem que eu fique em casa, sendo que daqui há 3 meses vou ser despejado por falta de pagamento, processado por não pagar direitos trabalhistas, vou ser multado por não ter a contabilidade em dia, meus fornecedores vão positivar o meu nome deixando ele sujo na praça, minha empresa vai a falência, vão penhorar meus bens, vou ficar desempregado, quebrado, com nome sujo e ainda podendo ser preso e tudo isso porque querem que eu fique em casa e ainda acham que isso é para o meu bem?

    - Exatamente.

    - Mas quantos casos dessa doença têm na minha cidade?

    - Nenhum, mas é por prevenção
    .

    - Mas qual é a taxa de mortalidade desse vírus?

    - 0,1% das pessoas que tiverem morreram
    .

    - Quer dizer que eu tenho 99,9% de chance de sobreviver.

    - Exatamente, mas fique em casa, é para a sua segurança.

    O Estado é muito pior do que a doença.



 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com