Últimas
  Flamengo chega ao Catar e vai encarar o Al-Hilal // Piauienses repudiam manobra do PT para aprovar reforma da Previdência // Polícia conclui inquérito e cita 13 policiais envolvidos em crimes // Justiça no Brssil só para quem compra sentença // Justiça brasileira só enxerga quem pode comprar sentença //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Vicentinho: mais um malandro na cidadania piauiense

O deputado não sabe porque foi agraciado

Para manter a tradição de festeira e benéfica na entrega de títulos de cidadania graciosos a quem nada fez ou faz pelo Piauí, a Assembleia Legislativa do Estado entregou mais uma comenda no início dessa semana – segunda –feira, 2 de dezembro de 2019 - ao metalúrgico e dublê de deputado federal Vicente de Paula, mais conhecido pela alcunha de Vicentinho do PT-SP.

A proposta do título é de autoria do deputado estadual Franzé Silva (PT. Assis Carvalho (PT) prestigiou a solenidade e durante entrevista à imprensa avaliou como merecido o título para o deputado que não sabia sequer, onde ficava o Piauí.

Assis disse que Vicentinho foi “referência” para a classe trabalhadora após a Ditadura Militar e que conseguiu organizar a maior central sindical das Américas.

"É um título merecido, tanto no ponto de vista de líder sindical, como também sua luta em defesa da organização da negritude. É um negro que se assume como negro, tem orgulho como negro e nesses momentos nebulosos que os negros sofrem tanto, acho que o Piauí homenagear o Vicentinho é uma homenagem muito justa”, afirmou.

Vicente de Paula da Silva nasceu no Rio Grande do Norte e iniciou a carreia sindical ao lado de Lula em São Paulo no ano de 1977 ao se filiar ao Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânica e de Material Elétrico de São Bernardo do Campo e Diadema.


O povo quer saber o que o senhor fez pelo Piauí

Participou da criação da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e foi eleito primeiro presidente. Atualmente exerce seu terceiro mandato de deputado federal por São Paulo. Só que até agora não se tem notícia do que ele fez para merecer o título.

As malandragens do deputado

Vicentinho foi citado em esquema de recebimento de propina  da Odebrecht no valor de R$ 30 mil, não contabilizada para a campanha eleitoral de 2010. Ele ainda recorre da investigação por falsidade ideológica eleitoral, de acordo com o inquérito.  Vicentinho também foi citado na delação Carlos Armando Guedes Paschoal e Benedicto Barbosa da Silva Júnior, ex-executivos da empreiteira. Segundo o inquérito, ele teria recebido da Odebrecht o montante de R$ 30 mil em duas parcelas de R$ 15 mil.

O parlamentar apareceu citado na planilha de propinas como "João Pessoa".  Malandro, Vicentinho se defendeu: "É uma surpresa. Meus projetos são, inclusive, contra a própria Odebrecht. Eu defendendo o direito dos trabalhadores. Nunca fiz acordo com eles e não sou corrupto".

O ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a Procuradoria-Geral da República (PGR) a investigar 8 ministros, 3 governadores, 24 senadores e 39 deputados federais que fazem parte da chamada "lista do Janot", que até hoje não está concluso.




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com