Últimas
  Assassino de Vanessa diz ao juíz que teve uma amnésia alcóolica // Consumidores reclamam de valor abusivo de luz // Farmácia do Governo não tem mais remédios // Governador prefere Regina no lugar de Fábio Novo // PF procura ex-prefeito que sumiu com dinheiro público //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
STF solta Lula e justifica apadrinhamento político

Os palhaços da Justiça brasileira

“Sinto vergonha de mim também”, Rui Barbosa. O Brasil está a um passo de uma guerra de ideias e política social. A bandidagem tomou conta deste país de gatunos do bem público e mensageiros do mau.

A cara do Brasil, hoje, é colorida e desconfiada. Os homens do poder perderam a compostura e a vergonha. O país está à beira de um colapso com derramamento de sangue se não houver providências urgentes no meio político e social.

Os poderes não teem mais vergonha na cara e legislam em causa própria, o que por si só, já é um grande perigo para quem acredita na democracia. Os gladiadores da propina não dispensam um “faz-me rir”, para os bolsos insaciáveis da ganância.

O exemplo do mau caratismo

“O destino de Dias Toffoli poderia ser outro, mas o ministro preferiu ensinar às pessoas como produzir uma catástrofe”..

“Sim, o aniquilamento da Lava Jato é catastrófico. Afinal, delinquentes poderosos, donos de contas polpudas — em geral, políticos capazes de contratar bancas advocatícias a peso de ouro — receberam sinal verde para poder delinquir livremente, até o trânsito em julgado, que pode nunca chegar para eles.

Na história do Brasil, foi o que ocorreu na maioria das vezes. Até o surgimento da Lava Jato. Agora, o jogo virou a favor dos que abusavam de chicanas jurídicas e de embargos auriculares para continuar agindo à margem da lei.”

"Eu também estou com vergonha de mim" - diz aí, Boldrin

 




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com