Últimas
  Assassino de Vanessa diz ao juíz que teve uma amnésia alcóolica // Consumidores reclamam de valor abusivo de luz // Farmácia do Governo não tem mais remédios // Governador prefere Regina no lugar de Fábio Novo // PF procura ex-prefeito que sumiu com dinheiro público //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Prefeito de Barras acusado de desviar verba de hospital

Prefeito acusado de sucatear hospital

O prefeito de Barras, Carlos Alberto Lages Monte (PTB), é acusado de não repassar recursos ao hospital do município, o Leônidas Melo, a cifra mensal de R$ 148 mil se acumula desde o mês de maio deste ano. 

O repasse faz parte de um termo de cooperação entre Estado e Município, no qual o Estado repassa cerca de R$ 300 mil. 

No dia 15 de outubro, inclusive, ocorreu uma audiência pública na Câmara dos Vereadores de Barras para tratar sobre os problemas que assolam a instituição hospitalar, porém, sem mais medidas efetivas até o momento. 

Os repasses do município são destinados justamente para a compra de medicamentos e utensílios voltados ao atendimento de média e alta complexidade. 

Ainda, para o pagamento de fornecedores, combustível e alimentação. Sem os recursos a situação do hospital é precária, já que não funciona como deveria. 

A parte do Estado, por sua vez, é destinada para pagamento de pessoal. A gestão plena tem como incumbência a gestão da instituição por parte do município e a gerência por parte do Estado. 

Ao todo são 7 meses sem os devidos repasses, totalizando a cifra de R$ 1.036.000,00. 

Mesmo sem o repasse o hospital vem tentando prestar os serviços às duras penas. 

Há cirurgias sendo feitas, e há o atendimento às sextas, sábados, domingos e feriados do Programa Saúde da Família (PSF), visto que os postos para esse tipo de atendimento são fechados. 

Mesmo assim, a prefeitura não tem metido a mão no bolso, e tem deixado o custeio do hospital jogado à própria sorte. A população mais vulnerável também já sente o descaso por parte da prefeitura.

Prefeito polêmico

O prefeito Carlos Monte vem acumulando uma série de denúncias desde sua posse, como revela o Tribunal de Contas do Estado do Piauí, ao intimá-lo por ter anulando através de decreto, um concurso público realizado naquele Município, em 2016, pelo então prefeito Edilson Sérvulo de Sousa, conhecido por Capote.

A denúncia foi feita ao TCE-PI pelos candidatos que foram aprovados no referido concurso, que se sentiram prejudicados com a decisão do prefeito Carlos Monte.




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com