Últimas
  Povo faz doação a procurador que só ganha R$ 24 mil por mês // Começam a rolar cabeças pelo fracasso do trânsito // Morre, aos 67 anos, o cantor português Roberto Leal // Colégios no Piauí acusados de emitir diplomas falsos // Trabalhadores dos Correios cruzam os braços no Piauí //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Que país é este. Alguém está louco. O povo ou os políticos

Governador ridículo, Wilson Witzel

Mais do que ridículo ao que fez o governador aprendiz de bandido do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, é o seu próprio gesto ao chegar à ponte Rio-Niterói logo após o sequestrador de um ônibus ser morto pela polícia na manhã da terça-feira (20).

O executivo pousou em um helicóptero da Polícia Civil e, após descer da aeronave, comemorou a atuação dos agentes. “Primeiro eu quero agradecer a Deus. Não foi a melhor solução possível, o ideal era que todos saíssem com vida, mas tomamos a decisão de salvar os reféns”, afirmou.

 “(Tomamos a decisão de) solucionar o problema rapidamente, foi um trabalho muito técnico da polícia, que usou atiradores de elite, eu fiquei monitorando o tempo todo.” – Como se isso fosse um grande feito para um Estado que tem como cartão de visita, a roubalheira, o tráfico e a bandidagem.

O governador confirmou a morte do sequestrador e informou que ele não é policial, conforme foi divulgado inicialmente. Witzel disse que conversou com parentes do sequestrador, que pediram desculpas à população e aos reféns por seu comportamento.

“Falaram que houve uma falha na educação, a mãe dele estava chorando muito”, disse o governador. 

Wilson Witzel informou que a recém-criada Secretaria de Vitimização irá cuidar não apenas dos 37 reféns, mas também da família do homem morto.

O governador aproveitou o que chamou de “sucesso” da operação para comparar com a situação das comunidades, onde pelo menos cinco jovens foram mortos, vítimas de bala perdida na última semana.

“Foi um trabalho de excelência, se a PM não tivesse abatido o criminoso, muitas vidas não teriam sido poupadas, e é isso que está acontecendo nas comunidades: se a polícia puder abater quem está de fuzil, muitas vidas serão poupadas. Fizemos a oração do Pai Nosso junto com as vítimas e oramos pelo criminoso que morreu".

O porta-voz da PM fluminense, coronel Mauro Fliess, considerou a ação policial bem-sucedida e parabenizou os agentes envolvidos na ocorrência.

"Essa é a polícia que queremos ver. Foi necessário o disparo de um sniper para neutralizar o marginal e salvar todas as pessoas do ônibus. Estamos prestando toda a atenção à saúde dos reféns e agindo com solidariedade. Parabenizo todos os envolvidos", afirmou o porta-voz. "Nenhum refém ferido, eles estão recebendo atendimentos médicos e psicológicos em caso de necessidade. Mas nenhum ferimento."

A arma do sequestrador era de brinquedo, mas, segundo o coronel Fliess, o homem jogou combustível no veículo e ameaçou incendiá-lo.

 




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com