Últimas
  Povo faz doação a procurador que só ganha R$ 24 mil por mês // Começam a rolar cabeças pelo fracasso do trânsito // Morre, aos 67 anos, o cantor português Roberto Leal // Colégios no Piauí acusados de emitir diplomas falsos // Trabalhadores dos Correios cruzam os braços no Piauí //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Um Estado atrazado

Fique tranqüilo, eu sei que atraso não se escreve como acima, mas o Piauí está tão atrasado, mas tão atrasado que só pode ser escrito com “z”, o que caracteriza atraso mesmo, muito acima do que é razoável.

Continuamos sem mudanças em nenhum dos poderes, sempre são eleitos ou nomeados mais do mesmo. Permanecemos como as capitanias hereditárias, pois elegemos filhos de políticos que entendem que política é profissão, que devem passar de pai para filho e que devem esperar chegar o tempo de suas aposentadorias para deixar o legado familiar.

O governador, mesmo com todas mudanças que estão sendo implementadas no país, continua com a mesma prática de nomear político eleito para as secretarias, daí surgem vagas na assembleia legislativa para nomear seus apaniguados, “elegendo” quem excluímos democraticamente pelo voto.

O prefeito, pra variar, faz o mesmo, caracterizando mais uma vez que nossos políticos continuam com práticas do século passado e que não entendem nada de mudança e preferem ficar mesmo no atraso.

Nós, o povo, gostamos dessa sacanagem política que temos, pois a cada dois anos temos eleições e com isso a possibilidade de receber aquelas “migalhas” financeiras e ainda servimos de chacota no meio político, reconhecidos como otários ou como disse o Presidente “idiotas úteis”

Nos outros poderes nada é diferente. Se o presidente não morrer ou ficar incapaz, a assembleia continuará com o mesmo presidente dos últimos 12 anos, pois não dá sinais de que na próxima eleição vá mudar.

O judiciário, para variar, também não muda. Apenas o que nós chamamos a “dança das cadeiras”, ninguém sai e por conseguinte ninguém entra e assim vamos vivendo como diria o Raul Seixas “esperando a morte chegar”. Agora me diga: é ou não é um Estado atrazado?




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com