Últimas
  Preso na rua como bandido, Temer é levado para prisão da PF no Rio // Nos calos do governo // Kajuru escracha Gilmar Mendes e sofre retaliações do STF // PF e CGU vasculham rombo no governo petista do Piauí // Envolvidos em "racha da morte" serão punidos //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Piauiense terá mais quatro anos de muito sofrimento



Reconduzido ao cargo de governador do Piauí pela quarta vez, Wellington Dias (PT), terá mais quatro anos de penúria e muito trabalho para conduzir os destinos do Estado e seu povo, numa crise sem precedentes.

Sem nenhum plano de governo, Wellington Dias e sua equipe focam tão somente na demissão de servidores terceirizados e sem vínculo de trabalho, o que afetará sensivelmente a vida de mEilhares de barnabés sem padrinho político.

A primeira atividade do novo governo de Wellington Dias é uma reunião com equipe econômica no Palácio de Karnak. O grupo engloba os secretários de Governo, Administração e Fazenda. Uma das medidas discutidas é centralizar as contratações de pessoal somente na Secretaria de Administração.  

A vice-governadora Regina Sousa também participa do encontro. A reunião teve início às 8h30. A pauta da reunião é a reforma administrativa que será encaminhada à Assembleia em fevereiro. A equipe também discute a situação financeira do Estado.

De acordo com o secretário de Administração, Ricardo Pontes, a situação financeira do Estado preocupa.

"É preciso que a reforma possa ser elaborada dentro dessa realidade financeira do Estado os salários estão garantidos, mas a situação financeira ainda preocupa muito", disse.

O gestor da pasta de pessoal informou ainda que a Administração deve concentrar todas as contratações, que atualmente é realizada por todas as secretarias.

"Estamos tomando algumas medidas. São medidas que ao longo dos dias vamos continuar discutindo e sentando. O que discutimos agora é a folha de pagamento. Estamos concentrando na secretaria de Administração onde possuímos o Conselho de gestão de pessoas. Todo e qualquer tipo de contratação de pessoal, seja terceirizado, seja para novos concursos,

promoções e progressões. Hoje as secretarias possuem autonomias para contratarem, cada secretário faz seus contratos. Vamos agora centralizar e ter um parecer do Conselho de gestão de pessoas para qualquer tipo de novas contratações", afirmou Pontes.

Ele completa que estão fazendo uma revisão dos contratos terceirizados, já que a maioria se encerrou e também está revendo os pedidos de progressão, promoções e aumentos. "E vamos rever também as condições especiais de trabalho que foram concedidas ao longo desses quatro anos. É preciso zerar e voltar a analisar cada situação caso a caso", disse Ricardo Pontes.




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com