Últimas
  Ministro do STF determina liberação de R$ 1 bi ao Piauí // Wellington Dias vai a Bolsonaro pedir ajuda // Governador diz que tem planos pagar salários // A lição de Mandela // Senado ignora Bolsonaro e dá reajuste ao Judiciário //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Nordestinos não aceitam mais a discriminação

Na eleição do primeiro turno no Brasil, repetiu-se fenômeno que se viu em 2010 nas redes sociais. Vários brasileiros principalmente do Sul e Sudeste, veicularam mensagens racistas insultando nordestinos por votarem no candidato do PT, Fernando Haddad.

O fenômeno é escandaloso e recorrente em São Paulo. O preconceito contra nordestinos é extremamente forte nos bairros ricos da cidade. E não é exatamente um preconceito regional, um tipo de xenofobia, mas preconceito racial puro com frases como: “filhos da puta nordestinos vem pra São Paulo atrás de emprego, votam no PT e depois vão aos programas de televisão pedir para voltar à sua terra onde passam fome”..

Os paulistanos das classes mais abastadas chamam negros e pardos de “baianos”. Se for loirinho, branquinho, pode até ter sotaque nordestino que é aceito. O preconceito da elite de São Paulo é racial mesmo, dirigido a quem tenha traços de negro. É negro, é “baiano”.

CLICK NA IMAGEM E ASSISTA AO QUE ESSE CARBRA MACHO NORDESTINO DIZ

Como todo preconceituoso é também um covarde, quem publicou a mensagem supra reproduzida apagou seu perfil naquela rede social logo após começarem a denunciá-la ao Ministério Público e à Safernet. Todavia, há muitos outros.

Essa é uma das razões pelas quais o voto no PT é muito importante, sobretudo em São Paulo. Esses racistas são eleitores declarados de facínoras. Em toda eleição na qual ele está envolvido, quando as coisas não vão bem para ele começam a culpar “nordestinos”.

Aliás, vale dizer que essa gente não se limita a insultos racistas na internet. De 2010 para cá, casos de agressões a nordestinos na internet e até em plena rua vêm se sucedendo.

OAB SE POSICIONA

Parte superior do formulário

Os Presidentes de todas as seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil no Nordeste manifestaram o seu repúdio às diversas manifestações discriminatórias contra o povo nordestino que têm sido divulgadas nas mídias sociais desde a divulgação do resultado do primeiro turno das eleições presidenciais em curso.

O Brasil vive um momento crucial em sua democracia e, no processo eleitoral, é legítima a pluralidade de ideias e de projetos políticos que expressem os diversos anseios e ideais da nossa população. Contudo, as manifestações políticas devem sempre respeitar os princípios e valores fundamentais da ordem republicana, notadamente a tolerância, a dignidade da pessoa humana e o objetivo comum de construção de uma sociedade livre, justa e solidária.

É crucial, portanto, que o salutar confronto de ideias neste período eleitoral não descambe no discurso de ódio e em manifestações discriminatórias, as quais, por sua natureza, violam o princípio democrático. O crime de racismo, declarado inafiançável e imprescritível pelo Constituinte originário, deve ser repudiado e combatido por todos os cidadãos brasileiros, independentemente de suas convicções políticas e das correntes ideológicas que abracem.

O delicado momento vivido por nossa jovem democracia exige de todos o empenho por manter a união do povo brasileiro em toda a sua diversidade, não apenas de raça, sexo e cor, mas também de origem. Os representantes da advocacia nordestina manifestam, pois, seu permanente e intransigente compromisso com os valores democráticos e com o combate a todas as formas de racismo e de discriminação.

ASSINAM A NOTA:

OAB ALAGOAS – Presidente Fernanda Marinela
OAB BAHIA – Presidente Luiz Viana
OAB CEARÁ – Presidente Marcelo Mota
OAB MARANHÃO – Presidente Thiago Diaz
OAB PARAÍBA – Presidente Paulo Maia
OAB PERNAMBUCO – Presidente Ronnie Duarte
OAB PIAUÍ – Presidente Francisco Lucas
OAB RIO GRANDE DO NORTE – Presidente Paulo Coutinho
OAB SERGIPE – Presidente Inácio Krauss




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com