Últimas
  João de Deus ou do Diabo: de líder espiritual a estuprador // Meteram a mão no dinheiro do aeroporto da Serra da Capivara // Uber // Caminhoneiros dizem que estradas estão péssimas // Luciano Hulk não vê promessas de Bolsonaro úteis para o Brasil //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Exército exige que TSE veja caso das urnas eletrônicas

Técnicos dão últimos ajustes nas urnas eletrônicas

O alto comando do Exército brasileiro encurrala TSE e exige perícia nas urnas antes e depois das eleições. O atentado político contra a vida do candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), intrigou o alto comando do Exército, que acompanha com redobrada atenção as investigações a cargo da Polícia Federal.

Outro fato que inquieta a caserna diz respeito a suposta vulnerabilidade das urnas eletrônicas. A possibilidade de fraude nas eleições presidenciais fez com que o alto comando das Forças Armadas (FA) enviasse um comunicado oficial à presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, que também é membro do STF.

No documento assinado por graduados de última patente das três armas – Exército, Marinha e Aeronáutica – os militares exigem que as urnas eletrônicas sejam submetidas à perícia por especialistas das Forças Armadas, antes e depois do pleito. Weber teria engolido a seco a exigência, por ela considerada intromissão indevida no judiciário.

A inteligência das Forças Armadas, em especial do Exército Brasileiro, desconfia que o crescimento repentino e inexplicável de Fernando Haddad (PT), nas pesquisas eleitorais, seja a preparação do terreno para uma mega fraude eleitoral.

O golpe à lisura do pleito e a democracia estariam sendo articulados pelo sistema financeiro, grandes construtoras e poderosos investidores, que lucram bilhões com a manipulação do mercado financeiro.

A fonte garante que a grande imprensa e os institutos de pesquisa foram cooptadas para difundir a falsa imagem de que o crescimento de Haddad, preposto de Lula, na corrida presidencial, teria ocorrido de forma natural e espontânea.

Já que a facada desferida pelo esquerdista Adélio não deu cabo a vida de Bolsonaro, o establishment recorre à estratégia mais sórdida: manipular a opinião pública e fraudar o pleito eleitoral.

O Exército Brasileiro deve impedir mais essa facada, não apenas contra o candidato Bolsonaro, mas contra a democracia, há sonhos e  esperanças de uma Pátria livre das ameaças do comunismo.




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com