Últimas
  Capital passará a ter o dobro da cobertura de esgoto // STF nega recurso de Maluf para recorrer de condenação em liberdade // Google fará treinamento para capacitar usuários // Barbosa na política, PSB marca reunião com ex-ministro do STF // Acuado, Zé Dirceu já recorre ao STF para evitar prisão da Lava Jato //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
As 7 leis mais idiotas criadas pelos nossos vereadores

Suas Excelências e suas leis que não somam em nada para uma população que não acompanha os trabalhos das câmaras municipais

É o fim da picacada. Se você quer ter um retrato do analfabetismo político brasileiro basta examinar, por poucos minutos, o que a Câmara de Vereadores de Teresina está fazendo. Desde leis inúteis até totalmente inconstitucionais, os representantes do Poder Legislativo Municipal mostram a que vieram. Para se ter uma ideia, o vereador Caio Bucar, por exemplo, descobriu que pode ganhar votos ao instituir os “Dias Municipais” de todas as profissões. Aí temos o Dia do Borracheiro, Dia do Porteiro, Dia do Colunista Social, da Merendeira Escolar (???) e por aí vai… É, você está pagando uma fortuna para que eles fiquem criando dias inúteis que não representam nada na realidade.

Vamos as 7 piores leis municipais de Teresina (ah, lembrando, essas 7 leis idiotas são atuais. Analisamos apenas essas criadas nos últimos anos. Em breve lançaremos as leis mais idiotas de todos os tempos):

1 – Proíbe o uso de celular por pedestres (Autora: Teresa Britto)

Chamada de “Conscientização para uso de celular por pedestres”, a tentativa da vereadora era mesmo proibir o uso de celular por pedestres. Aprovada por TODOS os vereadores da Câmara, a proposta era para evitar acidentes. Ainda aguarda sanção do prefeito Firmino Filho.

2 – Cria o “Dia Municipal do Operador de Máquina Copiadora” (Autor: Caio Bucar)

Como dito acima, o vereador Caio Bucar quer votos, muitos votos. Para isso, ele está segmentando seu mercado. Assim, ele já instituiu diversos “dias municipais”. O mais idiota deles foi o de “Operadora de Máquina Copiadora”. Isso significa que os operadores de máquina copiadora vão ganhar mais ou ter alguma vantagem na profissão? Não! Mas tem lá o seu dia…

3 – Exigência de capacitação para tosador e banhista de animais (Autor: Doutor Lázaro)

A lei nº 5.130 de 2017 é clara: é obrigatório que tosadores e banhistas de animais em pet shops tenham certificação. Isso mesmo: para dar o banho no seu cachorro é preciso fazer um curso e pagar uma taxa para o município (é claro). A proposta deve encarecer os serviços nas lojas para animais.

4 – Obriga as empresas limpadoras de fossa a instalarem GPS, Lei Nº 5.094 de 2017 (Autores: Gustavo de Carvalho e Teresa Britto)

Se existe algo que se sabe é que o Poder Público é ineficiente e falho. Eles não conseguem fiscalizar caminhões gigantes que limpam fossas. Para resolver o problema da própria ineficiência, os vereadores tiveram uma ideia genial: vamos encarecer o serviço, obrigando as empresas a instalarem GPS e os valores mais altos deverão ser repassados para o consumidor.

5 – Instituição o Dia do Obreiro da Igreja Universal, Lei Nº 4.827 de 2015 (Autor: Pastor Levino)

Tá certo, já falamos de vários dias de profissões, mas esse merece uma categoria especial. Concordamos que os evangélicos merecem espaço e leis para eles. Mas, fazer um dia para “obreiro da universal”, que nem chega a ser uma profissão, mas só um serviço realizado dentro da igreja, já é demais.

6 – Obriga os cinemas de Teresina a falarem sobre o turismo para a capital piauiense, Lei Nº 4.806 de 2015 (Autores: Luiz Lobão e Ricardo Bandeira)

Já pensou ver a cara do Vereador Dudu toda vez que for ao cinema? Nunca mais eu piso em um.

Se existe algo que os vereadores gostam é de incomodar a população. Agora quando você for no cinema, terá que aguentar uma propaganda da Prefeitura falando sobre o inexistente turismo para Teresina. Isso sem contar que a propaganda será feita para… pessoas que já estão em Teresina. Então qual o propósito? E quais seriam mesmo os incríveis pontos turísticos da nossa capital?
Ah, lembrando que a Lei Nº 4.772 de 2015, do vereador Dudu, já obriga os cinemas a passarem até 2 minutos de vídeos educativos sobre educação no trânsito. Ou seja: já serão 3 minutos, no mínimo, de besteiras de políticos, quando você for curtir seu cinema.

7 – Proibição de  colocar sal e açúcar nas mesas de restaurantes e bares, Lei Nº 4.786 de 2015 (Autora: Cida Santiago)

Políticos, no geral, consideram que a sociedade é idiota. Eles não entendem como as pessoas viveram milênios sem suas recomendações absurdas. É por isso que a vereadora Cida acha que, se as pessoas estão comendo sal e açúcar demais, é porque o poder público ainda não interferiu o suficiente. Não são as pessoas que devem escolher se consomem qualquer coisa, mas sim o vereador semi-analfabeto que decide isso.

 

 

 




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com